A umidade e o light steel frame são inimigos?




O uso do light steel frame em edificações residenciais vem se tornando cada vez mais frequente com o passar dos anos. Além de benefícios como agilidade de construção, peso estrutural reduzido, conforto térmico e conforto acústico ainda podemos citar a estanqueidade quanto à umidade nas edificações.


Como estamos localizados em um país subtropical onde há incidência de chuvas frequentes e por períodos prolongados, devemos estar atentos à possíveis danos nas construções em geral. Mas por que isso não seria um problema na construção à seco?


Os materiais utilizados tem alta durabilidade e resistência. Antes mesmo de iniciar a construção já pensamos qual a melhor composição para a edificação de acordo com variação de temperatura, localização, ações de ventos, de chuvas e outros fatores.


Componentes





Na construção à seco, existem 3 componentes que, aliados a boas práticas e processos da mão de obra, nos garantem essa proteção à umidade. São eles: impermeabilização da fundação, fita asfáltica e a membrana hidrófuga.


Sabemos que o solo contém água e que dependendo o meio em que se encontra, essa água é transferida para os outros elementos construtivos por capilaridade. A impermeabilização da fundação e a fita asfáltica cumprem a função de não deixar a umidade do solo atingir as camadas superiores, enquanto que a membrana hidrófuga cria uma barreira em toda área externa da edificação impossibilitando a entrada de água ao mesmo tempo que permite a saída de vapores internos.


O acompanhamento da equipe técnica é fundamental para supervisionar as etapas de execução, conferindo se os materiais estão sendo aplicados conforme recomendação e também se estão sendo respeitados os afastamentos entre placas de fechamento das paredes e fundação. Além disso, deve-se estar atento às manutenções preventivas de limpeza e acabamentos.


Assim, existindo essa harmonia entre materiais e métodos, conseguimos um sistema com alta resistência à umidade, alta durabilidade e não sofrendo com fungos e bolores no interior das edificações.





130 views0 comments